Home

Login Form




Designed by:
SiteGround web hosting Joomla Templates
Estância Demétria
PDF Imprimir E-mail

A agricultura biodinâmica chegou a Botucatu em 1974.

Inicialmente foram adquiridos cerca de 70 alqueires de uma terra arenosa e pouco fértil. Mas esse era o propósito do grupo que estava se instalando ali. Eles queriam refertilizar a terra e apaziguar os humanos.

A Estância Demétria foi à primeira fazenda biodinâmica no Brasil. No início, predominavam o cultivo de verduras e ervas medicinais.

Com a “anexação” do vizinho Sítio Bahia, ocorrida há alguns anos, houve uma concentração maior na produção de leite e seus derivados. Hoje, o bairro possui cerca de 150 alqueires e a paisagem ressecada deu lugar ao verde abundante.

Paulo Cabrera, foi um dos primeiros moradores da estância. Ele chegou a Botucatu em março de 1986 depois de passar alguns anos na Inglaterra, onde conheceu a antroposofia e a agricultura biodinâmica.

Criado no 10.º andar de um prédio no Centro de Porto Alegre, Cabrera conta que nunca se imaginou trabalhando com a lavoura ou animais.

Quando deixou a Europa, tinha como propósito iniciar o trabalho biodinâmico em Botucatu.

“Vejo isso aqui como um solo fértil onde a semente foi lançada. Agora, temos que cuidar para que ela cresça e dê frutos”, diz ele.

 

Cara a cara

A maior parte do que é produzido na Demétria é comercializado em feiras, até mesmo em São Paulo.

É a forma que os produtores encontraram de estar em contato direto com seus consumidores. Esses relacionamentos mais próximos possibilitam aos produtores ouvir críticas, elogios e até conhecer novas receitas.

A última opção, segundo Paulo Cabrera, é entregar os produtos para revendedores. Quando isso acontece, a preferência é para lojas e restaurantes que adotam a mesma filosofia de vida dos produtores.
O ideal, segundo ele, seria ampliar a loja que existe na estância e, com isso, atrair os clientes para lá.

Além de conhecer os produtos, os consumidores teriam a oportunidade de conhecer também quem os produz e de que forma isso é feito. Seria uma forma de disseminar a antroposofia.

“Trabalhar com a natureza é dignificante e indispensável para o desenvolvimento integral do ser humano”, diz Cabrera.

Segundo ele, a Estância Demétria é uma prova de que é possível associar natureza com desenvolvimento artístico, intelectual, moral e ainda funcionar economicamente. “É possível e necessário”, diz ele, ressaltando que há mais qualidade de vida no campo.

“Hoje, a pessoa passa a semana inteira frustrada e agüenta isso só pelo dinheiro. Quando chega o fim de semana, extravasa bebendo todas”, fala.

“Não tenho dúvidas que estamos no caminho certo. Sabemos que ainda temos muito o que caminhar.  Mas esse é um dos caminhos possíveis para ajudar a mudar o mundo”, diz Cabrera sobre o estilo de vida dos moradores de Demétria.

 
, Powered by Joomla! and designed by SiteGround web hosting